1. Home
  2. Notícias

Cintra confirma estudos para reduzir disputas entre contribuinte e fisco

03/12/2018

Futuro secretário de arrecadação e Previdência do Ministério da Economia avalia proposta para reduzir burocracia do processo tributário

BRASÍLIA - Indicado para comandar a secretaria especial de arrecadação e Previdência do Ministério da Economia, o tributarista Marcos Cintra confirmou ao Estadão/Broadcast que estuda proposta de redução da burocracia e alteração do processo tributário para colocar freio na avalanche de disputas entre contribuintes e o Fisco que ocorre hoje no Brasil.

Segundo ele, essa é uma das mais importantes matérias tributárias para simplificar, acabar com privilégio e destravar a economia.


"Estamos avaliando e estudando com bastante afinco e interesse a proposta", disse. Ele destacou que a medida pode estimular os investimentos.

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, já antecipou que a sua prioridade é simplificar a cobrança de tributos para depois começar um processo de redução da carga tributária, ao mesmo tempo em que trabalha na frente de redução do gasto público para o País sair da armadilha do baixo crescimento da economia brasileira. "O ministro Paulo Guedes já explicitou sua diretriz de busca incessante pela simplificação e desburocratização da tributação no Brasil, que nos coloca nos últimos lugares em qualquer ranking similar ao Doing Business do Banco Mundial", disse Cintra.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, a proposta foi coordenada pelo ex-secretário da Receita Federal, Everardo Maciel. Pela proposta, União, Estados e municípios seriam obrigados a ressarcirem os contribuintes nos casos de perderem os processos contra suas atuações. Com a medida, se espera diminuir os autos de infração, que incluem as multas infundadas e feitas sem embasamento.

Um dos principais pontos é a adoção da chamada compensação universal de créditos tributários, que permitiria aos contribuintes compensar com qualquer tributo devido desde que tivessem crédito a receber. A dificuldade de compensação, principalmente de contribuições previdenciárias, é hoje uma das maiores reclamações das empresas. Até mesmo precatórios (pagamentos devidos pela União após sentença definitiva na Justiça) a receber poderiam ser compensados.

A proposta foi construída com auxílio de juristas e tributaristas no âmbito da CPI do Carf e da Comissão de Juristas para a Desburocratização, que teve a participação do atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Rachid
Cintra informou que o atual secretário da Receita, Jorge Rachid, é um forte candidato a permanecer, mas alternativas estão sendo avaliadas. "Mas qualquer que seja a decisão não abrirei mão da colaboração dele", disse.

Pela nova estrutura do ministério da Economia, a Receita ficará abaixo da secretaria de Arrecadação e Previdência a ser comandada por Cintra.
Fonte: Estadão Conteúdo

Outras Notícias

Fux suspende multa por falta de tabelamento de frete rodoviário

06/12/2018
Por Gabriela Coelho O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, deferiu, nesta quinta-feira (6/12), medida cautelar para suspender a aplicação de multas às empresas que não obedecerem ao tabelamento de frete no transporte rodoviário,...
Ler Notícia

STF julgará retenção de ISS de prestador de serviço não estabelecido em SP

06/12/2018
O Supremo Tribunal Federal julgará se é constitucional a obrigação prevista na Lei 14.042/2005, do município de São Paulo, que determina a retenção do ISS pelo tomador de serviço, em razão da ausência de cadastro na Secretaria de Finanças de São...
Ler Notícia

Suspensão de direitos em execuções fiscais é inconstitucional

06/12/2018
Por Maíza Costa de A. Alves Após o julgamento do RHC 97.876/SP pelo Superior Tribunal de Justiça, vários veículos de comunicação noticiaram que o órgão do Poder Judiciário teria autorizado a restrição de direitos do devedor em processo de execução...
Ler Notícia

Especialistas defendem tributação especial para combater empresas sonegadores de impostos

06/12/2018
A Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) realizou nesta quarta-feira (5) audiência pública sobre o projeto que cria tributação especial para evitar desequilíbrios da concorrência e combater a sonegação. A...
Ler Notícia

Modelos tributários são acima de tudo culturais e, portanto, imperfeitos

05/12/2018
Desde que o Brasil voltou a ter eleições para presidente, o tema da reforma tributária está em pauta. E sempre como "prioridade absoluta". A questão é saber qual é o objetivo dessas reformas. Para o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel,...
Ler Notícia

+ Notícias

Nossos Produtos e Soluções